domingo, 23 de fevereiro de 2014

Que tal criar um aplicativo com seus alunos?



Aplicativo “Ditadura na Memória”, criado pelos alunos do 9º ano do Colégio I. L. Peretz, em São Paulo
Você já pensou em criar um aplicativo para celular? Este pode ser um recurso para transformar as pesquisas dos alunos em um produto que pode ser baixado por qualquer pessoa que tenha um smartphone ou tablet.
O mais interessante é que ninguém precisa ser nenhum hacker para produzir um aplicativo (ou app, como também chamado). O site Fábrica de Aplicativos permite criá-los sem ter conhecimentos de programação. Também não é preciso baixar nada no computador ou pagar taxas.
É possível incluir uma lista bem grande de itens nos aplicativos: textos, fotos, vídeos, posts do facebook, listas, entre outros. Também pode-se personalizar cor e selecionar as imagens para abertura e ícones. Se o usuário desejar pagar, pode obter alguns recursos extras, como o mural de recados. Depois de prontos, os aplicativos ficam disponíveis na Galeria da Fábrica de Aplicativos para quem quiser baixá-los.
E, o melhor de tudo, o site é bem fácil de usar: a cada passo, são exibidas as opções disponíveis. Se cometer algum erro durante a construção, basta voltar alguns passos e consertar o app.
Mas como usar a construção de aplicativos em aula?
Uma das experiências disponíveis no site é o aplicativo Ditadura na memória, criado pelos estudantes do 9º ano do colégio I. L. Peretz, em São Paulo. A ideia foi colocar no app o resultado das pesquisas desenvolvidas por eles sobre o período da ditadura. Divididos em 11 grupos, os alunos investigaram e escreveram sobre temas como histórias de desaparecidos políticos, canções e obras de arte produzidas no período. O projeto durou alguns meses e envolveu aulas e pesquisas em quatro disciplinas: História, Geografia, Arte e Língua e Literatura Brasileira.
Os alunos também colocaram no aplicativo links para jogos e outras atividades para testar os conhecimentos dos usuários. Além disso, incluíram recursos como a Rota da Memória – um mapa feito no Google Maps que aponta locais da cidade de São Paulo significativos para entender a história dos anos de chumbo.
Veja outros aplicativos produzidos neste site:
Física InterativaTraz aulas, vídeos e exercícios resolvidos para os alunos.
TGA Fecap 
Manda para o celular planos de aulas, vídeos e fotos das atividades realizadas com a turma de Teoria Geral da Administração, da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado.
Primeiros Socorros 
Criado pelo Corpo de Bombeiros de Pernambuco, ensina sobre como proceder em caso de queimaduras, engasgos, paradas cardíacas e outros acidentes.
Ajuda Salesiana
Criado por uma escola, o aplicativo avisa a turma sobre as próximas atividades.
Você já experimentou criar um aplicativo? Conhece outras dicas sobre esse assunto? Compartilhe com a gente nos comentários!
Fonte: http://revistaescola.abril.com.br